quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Literatura de Quinta, por Vanessa Regina








Presságio

o meu verbo
é caos
desejo infinito
de organizar-se
medir-se
submeter-se
e ao fim do dia
deglutir

o mal que me cabe. 
 ________




Vanessa Regina, alegretense, é Mestranda em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande (FURG) e tem poemas publicados em jornais, participação em coletâneas, além de premiações em concursos literários. Quando o jazz toca o coração, deságua no blog Na Ponta da Língua. Escreve para organizar o caos e pensa que o mar não deveria ser azul.

5 comentários:

  1. Te leio e chego a ver teus livros, em corpo e poema, prontos pra deglutição do sonho. :)

    ResponderExcluir
  2. Humilde no tamanho, mas com certeza bem versado esse Presságio.
    Muito bom, Vanessa. Abraço.

    ResponderExcluir